O diagnóstico e o tratamento do câncer de mama durante a pandemia foram debatidos na última live do Cremego, na quarta-feira (19). A participante foi a médica mastologista e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia – Regional Goiás (SBM-GO), Rosemar Macedo Sousa Rahal.

A especialista, que também é conselheira do Cremego e professora da Faculdade de Medicina da UFG, relatou sobre as medidas da SBM em cada etapa da crise sanitária. Logo no início da disseminação da Covid-19, a decisão foi suspender cirurgias profiláticas, atendimentos para lesões benignas e reconstruções tardias, de forma a proteger os pacientes da contaminação e destinar os recursos das instituições de saúde para combate ao novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Porém, os demais tipos de assistência aos pacientes oncológicos foram mantidos pois, segundo Rosemar, o cenário de atendimento ao câncer de mama no Brasil já era crítico antes da pandemia.

“Desde 2008, temos uma cobertura de rastreamento baixa. Por isso, não fazia sentido suspender o rastreamento durante a pandemia. Temos um déficit imenso de exames mamográficos, mas temos uma quantidade suficiente de mamógrafos distribuídos pelo país”, afirmou. Ela também citou uma pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) que mostrou que o paciente enfrenta a espera de cerca de 252 dias desde a percepção do nódulo ou outro sintoma de câncer de mama até o atendimento por um mastologista.

A médica explicou ainda que, após alguns meses e com o agravamento da pandemia, a SBM implantou condutas mais drásticas, como a suspensão de tratamentos cirúrgicos quando houvesse a opção de tratamentos sistêmicos e também a postergação de cirurgias de biópsias após um resultado inconclusivo no exame feito por agulha grossa.

No entanto, Rosemar afirma que todo o cenário de assistência ao câncer de mama e os relatos de vários Estados sobre a queda nos atendimentos são preocupantes. “O futuro nos preocupa porque a gente sabe que existe uma demanda reprimida. Onde estão esses pacientes que não chegaram? O nosso medo é que esse paciente chegue com tumor mais avançado e nos preocupamos se teremos estrutura para prestar assistência a ele”.
 

A live completa está disponível no canal no Youtube do Cremego: https://www.youtube.com/watch?v=S7UALFSic8U

 

(Matéria aprovada pelo 1º Secretário/Cremego 24/08/20)

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.