A partir de setembro o prazo para pagamento das faturas aos profissionais credenciados será reduzido em um mês. Antes, em 2018, a quitação demorava até 180 dias.

O Governo de Goiás reduziu em um mês o prazo de pagamento dos prestadores de serviços credenciados como pessoa física ao Instituto de Assistência dos Servidores do Estado de Goiás (Ipasgo). O anúncio foi feito, no dia 26, pelo presidente do órgão, Silvio Fernandes, durante reunião com representantes do Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego) e do Conselho Regional de Odontologia de Goiás (CROGO).

A partir de setembro, os credenciados ao plano de saúde como pessoa física, que somam cerca de 3.210 profissionais no Estado, vão receber suas faturas no período de dois meses. Para o presidente do Cremego, Leonardo Mariano Reis, a medida representa um avanço para os médicos e é fruto do esforço da nova gestão do Ipasgo e do Governo do Estado.

Pela primeira vez, após cerca de um ano, o governador Ronaldo Caiado conseguiu atingir a meta proposta no início da gestão. Antes, em 2018, os profissionais e empresas credenciados ficaram sem receber por mais de 180 dias. Em janeiro deste ano, o governador Ronaldo Caiado assumiu o Estado e encontrou quase quatro meses de atrasos nos pagamentos do Ipasgo para com a rede credenciada.

Após iniciar o processo de saneamento das contas e de implantação de processos eficientes de gestão, o presidente do Ipasgo, Silvio Fernandes, em menos de 100 dias de gestão, conseguiu saldar cerca de R$ 500 milhões em dívidas com a rede credenciada, pessoas física e jurídica, que foram deixadas pela gestão anterior.

Até este mês de setembro, o Ipasgo já pagou R$1.113.071.943,60 para os profissionais e empresas credenciados ao órgão. A regularização do período de pagamentos do Ipasgo aconteceu no primeiro semestre deste ano e a meta da nova gestão era reduzir o período de pagamento para dois meses. “Estamos cumprindo os compromissos feitos com a rede credenciada logo no início da gestão. Estamos organizando as contas e assim melhorando a prestação de serviços aos nossos usuários”, afirma Silvio Fernandes.

Segundo ele, o próximo passo será a regularização do pagamento dos prestadores de serviço credenciados como pessoa jurídica, que somam cerca de 900 empresas. A previsão é de que estes pagamentos também passem a ser feitos no prazo de dois meses, nos próximos meses. (Com informações: Ipasgo)

 

(Nota aprovada pelo Presidente do Cremego 30/09/19)

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.