Entre 2020 e outubro de 2023, o Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego) conseguiu impedir na Justiça mais de 270 inscrições/registros de médicos formados no exterior sem diplomas revalidados no Brasil, evitando, assim, que profissionais não tenham comprovado a qualidade de sua formação por meio do processo de revalidação do seu diploma por uma instituição de ensino brasileira possam atuar no Estado.

O Cremego segue atento a novos pedidos de inscrição de egressos de faculdades estrangeiras sem diplomas revalidados. Muitos alegam a emergência sanitária decorrente da pandemia de Covid-19 e a demora na conclusão do processo de revalidação pelas instituições de ensino brasileiras ou a dificuldade de aprovação no revalida para justificar seus pedidos de inscrição sem a revalidação. Mas, o Cremego entende ser fundamental que todos os médicos formados no exterior cumpram as normas para atuar no Brasil e revalidem os seus diplomas.

Youtube Instagram Facebook
Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.