Boletim Eletrônico Nº 450 26/05/14

Inscrições para a eleição do CFM começam hoje

Os médicos interessados em disputar a eleição para a escolha dos novos conselheiros efetivos e suplentes do Conselho Federal de Medicina da gestão 2014/2019 já podem se inscrever. O prazo para o registro de chapas tem início nesta segunda-feira (26/05) e vai até 24 de junho.

A eleição será no dia 25 de agosto. Em Goiás, a votação será presencial, das 8 às 20 horas, para os médicos de Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis. Médicos com endereço em outros municípios goianos votarão por correspondência.

Clique aqui, confira o que diz a Resolução CFM 2.024/2013 e saiba mais sobre a eleição deste ano, inclusive a documentação exigida para o registro de chapa.

 

NA MÍDIA

 

Reportagem mostra o déficit de médicos na rede pública municipal de saúde de Goiânia

 

Em reportagens veiculadas nos dias 22 e 23 de maio (clique aqui e confira), a TV Anhanguera mostrou que faltam médicos em unidades de saúde da rede pública municipal de Goiânia. Durante a entrevista, a representante da Secretaria Municipal de Saúde afirmou que o órgão está contratando, mas que não há médicos interessados.

Em nota à emissora, o presidente do Cremego, Erso Guimarães, contestou essa afirmação. Segundo ele, tem uma lista de médicos aprovados no último concurso da Secretaria Municipal de Saúde, que aguarda a convocação, mas, ao invés de chamar esses concursados, a Secretaria abre vagas para profissionais do Programa Mais Médicos, que só podem atuar na rede básica de atendimento, o que agrava o déficit de profissionais nos plantões.

O Cremego vai enviar um ofício à Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia questionando o motivo da demora na contratação dos médicos concursados. O presidente ressalta que vários motivos desestimulam o médico a ingressar e a permanecer no serviço público de saúde. Entre eles, estão a baixa remuneração – no último concurso realizado pela Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia o salário oferecido aos médicos foi de cerca de R$ 2,2 mil-; falta de investimentos na saúde, o que obriga o médico a trabalhar de forma precária e sem condições de prestar uma assistência adequada aos pacientes; falta de segurança nas unidades de saúde, o que deixa o médico vulnerável a agressões; e sobrecarga de trabalho. Mas, apesar destas dificuldades enfrentadas, segundo Erso Guimarães, os médicos estão trabalhando no setor público e garantindo o atendimento à população.

 

CURSOS

Palestra no Cremego vai abordar o atendimento médico em UTIs 

Nesta quarta-feira, 28 de maio, no auditório do Cremego – Rua T-27, número 148, Setor Bueno (entrada de eventos) – o médico Eliézer Silva, do Hospital Israelita Albert Einstein, vai ministrar uma palestra sobre “Medicamentos utilizados em septicemias graves”. Com mais de 600 artigos científicos publicados em todo o mundo, Eliézer Silva, vai falar sobre a utilização de medicações no caso das septicemias graves, responsáveis por 47% dos óbitos registrados nas unidades hospitalares.

O evento tem o apoio da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib) e da Sociedade de Terapia Intensiva do Estado de Goiás (Sotiego). São 300 vagas destinadas aos profissionais de saúde que atuam em terapia intensiva e acadêmicos. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas 30 minutos antes do início da palestra. Mais informações: (62) 3201-4377 e 3201-4339.

 

Boletim Eletrônico – Ano 7 Nº 450 26/05/2014

Edição: Rosane Rodrigues da Cunha – MTb 764 JP
Assessora de Comunicação – Cremego 
www.www.cremego.org.br
imprensa@cremego.org.br
(62) 3250 4900 
 

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.