Boletim Eletrônico Nº 390 11/06/13 

 

PCCV ESTADUAL

 

Comitê das Entidades Médicas de Goiás vai se reunir com o governador Marconi Perillo

 

Os presidentes do Cremego, Salomão Rodrigues Filho; da Associação Médica de Goiás (AMG), Rui Gilberto Ferreira; e do Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás (Simego), Leonardo Mariano Reis, vão se reunir hoje (11), às 14 horas, com o governador de Goiás, Marconi Perillo, para tratar da implantação de um Plano de Carreira, Cargos e Vencimentos (PCCV) específico para os médicos do Estado.

Além de reforçar a reivindicação de implantação imediata do PCCV, os presidentes das instituições que integram o Comitê das Entidades Médicas de Goiás (Cemeg) vão entregar a Marconi Perillo o projeto do plano elaborado pelo Simego. A reunião será no Palácio das Esmeraldas.

A criação de um Plano de Carreira, Cargos e Vencimentos para os médicos é uma reivindicação antiga das entidades, que ganha reforço com o trabalho do Cemeg.

Mais informações sobre a reunião serão divulgadas no site do Cremego e na próxima edição do Boletim Eletrônico.

 

 

ATO MÉDICO

 

Senador Cássio Cunha Lima é homenageado e elogia o trabalho do presidente do Cremego

 

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), relator do projeto que regulamenta o exercício da medicina, foi homenageado pelas entidades médicas por sua atuação em defesa do Ato Médico. A sessão solene em homenagem ao senador foi realizada no Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), no dia 17 de maio.

Durante seu discurso de agradecimento, Cássio Cunha Lima destacou a atuação do presidente do Cremego e coordenador da Comissão Nacional de Defesa da Regulamentação da Medicina, Salomão Rodrigues Filho. O senador lembrou que quando aceitou o convite do senador Roberto Requião (PMDB/PR) e assumiu a relatoria do projeto, que até então “saltava de mão em mão” na Comissão de Educação do Senado, havia um conjunto de mitos sobre o Ato Médico. Mitos que, segundo ele, o trabalho de Salomão Rodrigues Filho ajudou a derrubar, contribuindo em muito para a aprovação do texto na comissão.

“Aceitei a relatoria e fiz o que minha consciência determina, que é dialogar, e ressalto o desempenho brilhante e eloquência fascinadora de Salomão Rodrigues Filho, que desmontou com serenidade e profundidade em cada tema, cada uma das dúvidas e polêmicas sobre o projeto”, disse o senador, que também se manifestou contrário à importação de médicos e defendeu mais investimentos e a melhoria da gestão do Sistema Único de Saúde (SUS).

A solenidade em homenagem a Cássio Cunha Lima foi prestigiada pelas diretorias do Conselho Federal de Medicina (CFM), do CRM-PB, da Federação Nacional dos Médicos, do Sindicato dos Médicos da Paraíba, da Associação Médica da Paraíba, da Federação Brasileira das Academias de Medicina, da Academia Paraibana de Medicina, das Sociedades das Especialidades e Cooperativas, médicos, estudantes, além de autoridades e convidados.

“Não foi uma reunião de cunho político, mas uma manifestação unânime de apreço e de reconhecimento àquele que abraçou uma causa que representa o sonho de todos nós: a regulamentação da lei do ato médico”, destacou o presidente do CRM-PB, João Medeiros, que juntamente como presidente do CFM, Roberto D’Ávila, entregou ao senador a placa comemorativa, representando a homenagem.

Clique aqui e confira o discurso do senador Cássio Cunha Lima: https://docs.google.com/file/d/0B5Cd-8Hv4wV5Wnk2SEw0ZUhjQUU/edit?pli=1

 

Médicos reúnem-se com o presidente do Senado e cobram a votação do Ato Médico

 

O presidente do Cremego e coordenador da Comissão Nacional de Defesa da Regulamentação da Medicina, Salomão Rodrigues Filho, participou, no dia 4 de junho, de uma audiência com o presidente do Senado, Renan Calheiros, para discutir a votação do projeto de regulamentação da medicina. Também participaram do encontro a senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO), os senadores Vital do Rêgo (PMDB-PB) e Paulo Davim (PV-RN), o presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Roberto Luiz d’Ávila, e membros de outras entidades representativas da classe médica.

Salomão observou que a medicina é a única entre 14 categorias relacionadas à saúde ainda não regulamentada e que a aprovação do projeto de lei de regulamentação da profissão (PLS 268/2002), mais conhecido por Ato Médico, vai colaborar para uma melhor estrutura da saúde pública e da assistência a toda a população brasileira. O presidente do Cremego espera que o projeto seja pautado no momento oportuno e democraticamente votado.

Segundo ele, existem “muitos mitos” sobre o Ato Médico. Mas, destacou, o projeto é um avanço na legislação dos médicos e de outras profissões. “O projeto deixa claro que o médico atuará em mútua colaboração com os demais profissionais da saúde”, disse.

O PLS 268/2002 tramita no Congresso Nacional há 12 anos e já foi debatido em 27 audiências públicas. Para o senador Paulo Davim (PV-RN), o projeto já está maduro para ser votado no Plenário, pois já foi discutido à exaustão. Renan Calheiros prometeu que o assunto estará na pauta da próxima reunião da Mesa do Senado. (Com informações: Agência Senado)

 

IMPORTAÇÃO DE MÉDICOS

 

Grupo de Trabalho vai discutir a entrada de médicos estrangeiros no Brasil

 

Em um encontro com representantes do Conselho Federal de Medicina (CFM), Associação Médica Brasileira (AMB) e Federação Nacional dos Médicos (Fenam), realizado no dia 5 de junho, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou a criação de um Grupo de Trabalho (GT) para analisar a implementação das propostas encaminhadas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) para solucionar a falta de acesso à assistência nos municípios do interior e nas periferias dos grandes centros.

Essa foi a primeira reunião entre os presidentes das três entidades médicas nacionais e o ministro para tentar solucionar o impasse surgido desde que setores do Governo anunciaram a intenção de “importar médicos” sem a revalidação de diplomas. Para o presidente do CFM, Roberto Luiz d’Avila, o anúncio da criação deste GT não resolve a pendência e nem elimina a preocupação das entidades médicas com relação à vinda dos médicos formados em outros países sem passar por testes de avaliação de conhecimento.

“Não há xenofobia quanto aos “estrangeiros”, mas só podem exercer medicina no país os candidatos aprovados no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida) em seus moldes atuais. Sem isso, a população estará exposta a situações de risco”, disse, referindo-se ao exame de avaliação defendido também pelos presidentes da AMB, Florentino Cardoso, e da Fenam, Geraldo Ferreira.

Alexandre Padilha admitiu que o embate entre médicos e Governo sobre a “importação” de profissionais tem causado desgastes para ambos os lados. O ministro entende ser necessário o diálogo entre as partes e garantiu que nenhuma decisão final sobre o assunto será tomada sem antes passar pelos representantes das entidades médicas.

No dia 8 de junho, durante a abertura da Campanha Nacional de Vacinação, o ministro disse que o governo está desenvolvendo um método de avaliação para os médicos estrangeiros que vierem trabalhar no Brasil. “Queremos médicos bem formados, com capacidade de atuar, que conheçam os problemas de saúde do nosso país”, afirmou.

Segundo Padilha, o governo está mantendo contato com os países que podem enviar os profissionais de saúde. “Nós mandamos missões a Espanha, Portugal, Canadá, Austrália e Inglaterra, que já é uma parceira antiga nossa, para desenhar o programa”, acrescentou. (Com informações: CFM e Ministério da Saúde) 

 

 

Urgência e EmergênciaO Cremego está com inscrições abertas para o módulo básico do Curso de Urgências e Emergências, que será ministrado nos dias 15 e 16 de junho, e para o módulo avançado, a ser ministrado nos dias 22 e 23 de junho. As aulas práticas e teóricas dos dois módulos serão aplicadas em Goiânia, na sede do Conselho – na Rua T-27, número 148, Setor Bueno (entrada de eventos). Os interessados podem se inscrever pelo e-mail cursodeurgencia@cremego.org.br. As inscrições são gratuitas.

 

Comissão de Ética Médica: posse – O Cremego empossou, no dia 7 de junho, as Comissões de Ética Médica dos hospitais São Lucas, das Clínicas Dr. Neves e Samaritano de Mineiros. No dia 8, tomaram posse as Comissões de Ética Médica da Plena Clínica Médica e Laboratório, de Jataí, e do Hospital Evangélico de Rio Verde.

 

Congresso: Ginecologia e ObstetríciaDe12 a 14 de junho, especialistas de todo o Brasil vão participar, em Goiânia, do 2º Congresso Goiano de Ginecologia e Obstetrícia. O evento, anteriormente denominado 38ª Jornada Goiana de Ginecologia e Obstetrícia, será realizado no Centro de Convenções de Goiânia e tem como tema principal “Revendo Conceitos”. Além dos cursos pré-congressos, que abordarão assuntos como “Estética Genital Feminina” e “Assistência ao Parto Normal”, o congresso vai enfocar temas, como o “Manejo da mulher após tratamento do câncer de mama: amamentação, gravidez, contracepção, sexualidade, climatério e terapia alternativa”; “Diabetes – rastreamento e cuidados durante a gravidez”; e “Mitos e verdades em Obstetrícia”. A defesa profissional será abordada no último dia do congresso.

 

Influenza: curso para médicosO Ministério da Saúde está oferecendo aos médicos de todo o País um curso de capacitação sobre o protocolo de tratamento da Influenza 2013. O curso é ministrado à distância em parceria com a Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS) e tem como objetivo reforçar o manejo correto da doença, visando a redução dos óbitos e complicações pela gripe. Com duração total de seis horas, o curso permite o acesso a materiais de apoio, como fluxograma de tratamento, orientações de etiqueta respiratória e links para outros conteúdos. As inscrições podem ser feitas no link http://unasus.gov.br/influenza até final de agosto.

 

IIEP: cursos à distância e presenciais – O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP) está oferecendo uma série de cursos à distância, transmitida gratuitamente pela internet. O projeto foi lançado em maio e inicialmente serão disponibilizados 30 cursos (e-learnings e videoaulas) para médicos e enfermeiros. Os cursos abordam vários temas da área da saúde. Os interessados deverão acessar a página dos Cursos Abertos Einstein, clicando em www.einstein.br/cursos-abertos. O IIEP é vinculado ao Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo (SP), e também oferece cursos de atualização e de pós-graduação, confira a programação de cursos com inscrições abertas em junho:

V Board Review – Curso de Revisão em Oncologia Clínica – Inscrições até 14/6/2013; VII Board Review – Curso de Revisão em Hematologia e Hemoterapia e II Simpósio de Oncologia Molecular e Medicina Personalizada – inscrições até 20/6/2013; II Simpósio Internacional de Acessos Vasculares e Terapias de Infusão – Inscrições até 24/6/2013; e Curso de atualização – Medicina de Consultório: Endocrinologia e Cardiologia – Inscrições até 26/6/2013.

 

Boletim Eletrônico – Ano 7 Nº 390 11/06/2013

Edição: Rosane Rodrigues da Cunha – MTb 764 JP
Assessora de Comunicação – Cremego 
www.www.cremego.org.br
imprensa@cremego.org.br
(62) 3250 4900

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.