Ano 5 Nº 262 02/06/11

 

Sindicância apura irregularidades em estágio médico em Trindade

 

O Cremego instaurou, no dia 26 de maio, uma sindicância para apurar indícios de irregularidades em estágio na área de medicina no Hospital Regional de Urgências de Trindade (Hutrin), unidades do Programa de Saúde da Família e Núcleo de Apoio à Saúde da Família do município. A Fiscalização do Cremego esteve em Trindade e constatou que 54 brasileiros e estrangeiros, todos graduados em medicina em faculdades do exterior, iniciaram um estágio nessas unidades de saúde em desacordo com a legislação, inclusive sem a supervisão de médicos docentes.

A fiscalização aconteceu no dia 25, um dia após o início do estágio dos alunos, que teria sido autorizado pela Secretaria Municipal de Saúde e Prefeitura de Trindade em conjunto com a Faculdade União Goyazes (FUG), instituição privada que pleiteia a abertura de um curso de medicina no município.

Todos os 54 alunos, identificados nos crachás como “médicos extensionistas“, são graduados em medicina em faculdades estrangeiras e para a revalidação do diploma – uma exigência legal para que possam exercer a profissão no Brasil – fizeram o estágio teórico na Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

O estágio prático, também exigido para a revalidação do diploma, teria sido viabilizado através de um convênio entre a FUG e a Fundação Unirg (Centro Universitário de Gurupi/TO), que encaminhou os alunos para as unidades públicas de saúde de Trindade. Mas, o Cremego apurou que não há um convênio oficial entre as duas instituições de ensino.

A previsão da FUG é que os alunos façam estágio em saúde coletiva, ginecologia e obstetrícia, clínica cirúrgica, clínica médica e pediatria. De acordo com a legislação, os atendimentos por estagiários devem ser supervisionados por professores, supervisores e preceptores e não há médico no Hutrin habilitado para essa supervisão. A fiscalização do Conselho também recebeu informações de que alguns alunos (que são peruanos, cubanos, bolivianos, italianos e de outras nacionalidades) têm dificuldades de comunicação em português.

“O Cremego não vai permitir irregularidades”, afirmou o vice-presidente Adriano Alfredo Brocos Auad. Além da sindicância instaurada para verificar se há infrações ao Código de Ética Médica na autorização desse estágio, o Cremego também encaminhou denúncia ao Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, Ministério da Educação e outras entidades competentes, solicitando que apurem se a FUG, a Prefeitura de Trindade e a Secretaria de Saúde do Município estão infringindo o artigo 7º da Resolução número 4 do Conselho Nacional de Educação/CES, de 7 de novembro de 2001.

A resolução diz que “a formação do médico incluirá, como etapa integrante da graduação, estágio curricular obrigatório de treinamento em serviço, em regime de internato, em serviços próprios ou conveniados e sob supervisão direta dos docentes da própria escola/faculdade”.

Em entrevistas à imprensa, o vice-presidente e o presidente do Cremego, Salomão Rodrigues Filho, alertaram a sociedade sobre os indícios de irregularidade no estágio. No dia 31, o jornal O Hoje divulgou uma matéria informando que os estudantes tinham deixado o estágio.

 

Palavra de médico


”Parabéns ao Cremego pela fiscalização dos estágios irregulares na cidade de Trindade…

Eu como médica recém-formada de uma Instituição séria, UFGO,turma 53, recentemente com meu CRM nas mãos, estou ciente das responsabilidades que este registro e a profissão médica trazem consigo…

A abertura de mais uma Escola Médica em Trindade é um absurdo, uma proposta descabida…

Parabéns pela fiscalização, e vejo muitas vezes em meus primeiros plantões, que existem médicos recém-formados totalmente despreparados vindos dessas “Novas Escolas Médicas” ou “Escolas estrangeiras”.
Parabéns também à palavra do Presidente do CFM, Roberto Luiz D´Avila, a respeito do assunto no Jornal de abril/2011.

Não é a quantidade de médicos que melhorará a saúde e SIM a qualidade deste médico, uma boa especialização e formação. As faculdades que querem abrir um novo curso de medicina em Goiás, não estão compromissadas em melhorar a assistência à saúde do Estado, em minha visão, o objetivo destas escola é apenas lucrativo, estas instituições são apenas caça-níqueis!

Obrigada pelo espaço oferecido, grata por expressar minha opinião.

Dra. Talita Lopes Maciel

 

Para enviar sua opinião sobre assuntos relacionados ao Cremego

ou outros temas de interesse da classe médica,

basta encaminhar um e-mail para imprensa@cremego.org.br

 

 

Pacientes só devem ser encaminhados

para hospitais do DF após a liberação de vagas

 

O Cremego orienta os médicos que o encaminhamento de pacientes do interior de Goiás para unidades de saúde do Distrito Federal só deve ser feito após contato com a diretoria dessas unidades para a liberação de vagas e a verificação de condições de atendimento no local.

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal comunicou ao Cremego que o encaminhamento de pacientes por médicos goianos sem aviso prévio tem sido constante, o que vem gerando transtornos entre o órgão transportador e a unidade de saúde, que, em alguns casos, não é referência para aquele tipo de atendimento ou não tem condições de receber o paciente.

Portanto, para evitar esses transtornos e prejuízos para os pacientes, o Cremego alerta aos médicos, principalmente os que atuam em municípios do Entorno do Distrito Federal, que nunca encaminhem pacientes para Brasília sem antes de conferir se as unidades de saúde estão preparadas para recebê-los.

 

 

Cremego conclama médicos a participarem da luta contra o tabagismo

 

A cada ano, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), 200 mil brasileiros morrem precocemente devido a doenças causadas pelo tabagismo, um vício que, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), atinge um terço da população adulta em todo o mundo.

Para alertar a população sobre os malefícios do fumo, estimular o abandono do vício e sensibilizar os governos a adotarem medidas visando o controle do tabagismo, a OMS estabeleceu 31 de maio como o Dia Mundial Sem Tabaco.

No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, nos últimos cinco anos, a proporção de fumantes na população caiu de 16,2% para 15,1% com redução mais expressiva entre os homens. Para o pneumologista da Divisão de Controle de Tabagismo do Inca, Ricardo Meirelles, a queda comprova uma mudança na forma de pensar do brasileiro, que estaria mais consciente de que o tabagismo é uma doença. “Nós temos  uma pesquisa que mostra que 80% dos brasileiros querem parar de fumar”, diz.

Certo da importância do papel dos médicos nessa orientação e conscientização da população sobre os males causados pelo fumo, o Cremego conclama a classe médica a participar dessa luta contra o tabagismo. Nas consultas, em palestras, entrevistas, aulas e sempre que houver oportunidade de levar informações a seus pacientes e à população em geral, os médicos devem alertar sobre os danos que o fumo causa à saúde.

 

Módulo Avançado do Curso de Urgências e Emergências será ministrado em Ipameri

 

Nos próximos dias 18 e 19 de junho, o Cremego vai ministrar a primeira turma do módulo Avançado do Curso de Urgências e Emergências de 2011. As aulas serão em Ipameri e o curso é aberto a médicos do município e de cidades vizinhas.

Ministrado pelo Cremego em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), Conselho Regional de Enfermagem (Coren), Corpo de Bombeiros e Secretaria Estadual de Saúde, através do Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma e Emergências (Siate), o curso inclui aulas teóricas e práticas sobre o atendimento avançado em urgência e emergência.

Nos dias 11 e 12 de junho, o Cremego ministrará mais uma turma do módulo básico do curso. Desta vez, em Pontalina.

 

Os interessados em participar dessas turmas ou em obter mais informações sobre os cursos devem entrar em contato com o Cremego:

telefone (62) 3250 4907 – e-mail cursodeurgencia@cremego.org.br

 

 

 

IV Fórum de Cooperativismo Médico

está com inscrições abertas

 

Estão abertas as inscrições para o IV Fórum de Cooperativismo Médico, que será realizado nos dias 14 e 15 de junho, na sede do Conselho Federal de Medicina (CFM), em Brasília (DF). O fórum é organizado pela Comissão de Cooperativismo Médico do CFM, integrada ainda pela Associação Médica Brasileira (AMB), Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e Unimed do Brasil.

O fórum vai abordar temas, como Honorário Médico no Sistema Unimed – Como valorizar o trabalho médico; O papel do Legislativo na defesa do cooperativismo médico e da saúde; A agenda regulatória da ANS para o cooperativismo da saúde; O cooperativismo de trabalho e o SUS; Cooperativismo e Terceirização – A visão do Ministério Público do Trabalho e Cooperativismo de especialidades médicas.

Os interessados em participar podem se inscrever pelo e-mail eventos@portalmedico.org.br até o dia 7 de junho. Para conferir a programação completa, acesse www.portalmedico.org.br.

 

Tese de doutorado: convite – A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical-IPTSP/UFG convida a classe médica para a defesa pública da Tese de Doutorado “Detecção e Genotipagem de Papilomavirus Humano e Imunoexpressão de COX-2 e VEGF-C em Portadores de Carcinoma Peniano em Goiânia-GO” do médico Adriano Augusto Peclat de Paula. A apresentação será nesta sexta-feira, dia 3, às 14 horas, na Sala de Leitura do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública -Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical e Saúde Pública da Universidade Federal de Goiás, no Setor Universitário.

 

 

Livro: lançamento – O novo livro do oftalmologista Solimar Moisés de Sousa – “Não é isso que você está pensando – O que as pessoas realmente querem dizer” – será lançado no próximo dia 10 de agosto, na sede do Cremego. Solimar também é autor do “Dicionário Politicamente Incorreto”, lançado no Cremego em agosto do ano passado.

 

 

Porangatu Para atender os médicos e a população do município e região, o Cremego manterá um plantão de atendimento em sua Delegacia Regional de Porangatu entre os dias 14 e 16 de junho. A funcionária Lorena Valadares estará na unidade das 8 às 13 horas e das 14 às 17 horas, para a prestação de serviços, como o recadastramento médico.

 

E-mail falso: alerta – O CFM reitera alerta divulgado na última edição do Boletim Eletrônico do Cremego com relação ao e-mail recebido por alguns médicos com o assunto Boleto Conselho Federal de Medicina. O CFM não encaminhou essa mensagem. Portanto, o e-mail deve ser imediatamente apagado, pois contém origem e conteúdo desconhecidos. Para a entidade, o cuidado é necessário para evitar a exposição dos internautas à vírus ou ação de hackers.

 

Falecimento – Com grande pesar, o Cremego comunica o falecimento do médico Ciro Garcia (CRM 1179), ocorrido na madrugada do dia 31, em Itumbiara. Formado em 1971 pela Universidade Federal de Minas Gerais, Ciro Garcia completaria 64 anos no dia 13 de junho.

 

Boletim Eletrônico – Ano 5 Nº 262 02/06/11

Edição: Rosane Rodrigues da CunhaMTb 764 JP

Assessora de Comunicação – Cremego

www.www.cremego.org.br

imprensa@cremego.org.br

(62) 3250 4900

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.