Médicos de todo o País vão suspender o atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no próximo dia 25, terça-feira. A paralisação terá 24 horas de duração e é um protesto contra os baixos valores pagos aos médicos e as más condições de trabalho oferecidas pelo SUS.

Durante a paralisação, coordenada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), Associação Médica Brasileira (AMB), Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e suas regionais, apenas os casos de urgência e emergência devem ser atendidos. O Cremego conclama os médicos goianos a participarem desse movimento, que faz parte da campanha do Dia do Médico, que tem como tema (Eu) Luto pela Saúde.

Ainda dentro das celebrações do Dia do Médico, o Cremego vai promover, em sua sede, uma plenária temática para debater assuntos relacionados ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). A plenária será no dia 8 de novembro, às 20 horas, e deve contar com a participação de todos os médicos da unidade, conselheiros e diretores do Conselho, gestores da área da saúde e diretores do hospital, que é o maior pronto-socorro do Estado e enfrenta graves problemas, que vêm comprometendo o trabalho dos médicos e o atendimento à população.

Com a realização dessa plenária, o Cremego quer ouvir os médicos e os gestores e buscar soluções para problemas relacionados ao Hugo e denunciados ao Conselho. Entre os problemas a serem debatidos estão desde a falta de materiais e medicamentos até a interferência na autonomia dos médicos da unidade.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.