Ano 5 Nº 285 21/10/11

 

Médicos vão suspender o atendimento pelo SUS no dia 25 de outubro

 

Médicos de todo o país vão suspender o atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no próximo dia 25, terça-feira. A paralisação terá 24 horas de duração e é um protesto contra os baixos valores pagos aos médicos e as más condições de trabalho oferecidas pelo SUS. Apenas os casos de urgência e emergência devem ser atendidos nas unidades públicas municipais, estaduais e federais.

O presidente do Cremego, Salomão Rodrigues Filho, conclama os médicos goianos a participarem desse movimento, que faz par’te da campanha do Dia do Médico de 2011, que tem como tema (Eu) Luto pela Saúde. Ele observa que o protesto é um alerta à sociedade sobre a precariedade das condições de trabalho imposta aos médicos.

Em Goiás, o sistema público de saúde enfrenta uma séria crise, com problemas, como o déficit de médicos, falta de materiais e medicamentos, equipamentos sucateados, sobrecarga de trabalho e falta de alvará sanitário nas unidades de saúde. São problemas que comprometem o trabalho dos médicos e, consequentemente, a assistência à população.

Em entrevista à imprensa na tarde de ontem (20), o presidente do Cremego destacou que o médico, muitas vezes, se vê obrigado a escolher qual paciente vai ser atendido e qual ficará sem assistência. Soluções para essa situação caótica já foram cobradas dos gestores de saúde, mas, de acordo com Salomão Rodrigues, pouco ou nada foi feito, o que já levou cerca de 20% dos médicos a deixarem o serviço público de saúde.

“E a situação tende a piorar”, alertou o presidente do Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás (Simego), Leonardo Mariano Reis. Ele ressaltou que a paralisação do dia 25 de outubro quer alertar a sociedade e os gestores sobre a necessidade de investimentos e melhorias urgentes na saúde pública.

O protesto dos médicos tem forte valor simbólico para a área da saúde. Ele acontece no mês em que o SUS comemora 23 anos e às vésperas da 14ª Conferência Nacional de Saúde, prevista para acontecer entre 14 e 18 de novembro, em Brasília, quando representantes da sociedade vão discutir propostas para o setor.

A paralisação é coordenada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), Associação Médica Brasileira (AMB), Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e suas regionais. No dia 25, diretores e conselheiros do Cremego e diretores do Simego vão visitar duas unidades da rede pública de saúde em Goiânia – uma estadual e uma municipal – para verificar e mostrar à sociedade as condições de funcionamento dessas unidades.

 

 

DIA DO MÉDICO

Cremego homenageia oito médicos goianos

 

Em comemoração ao Dia do Médico, celebrado em 18 de outubro, o Cremego homenageou os médicos Antônio Carlos Ximenes, Edgar Pereira dos Santos, José Vieira Filho, Josiah Bailey Wilding, Naim Name, Olímpio Heitor de Paula, Penido de Oliveira e Ruy Ignácio Carneiro com a comenda Honra ao Mérito Profissional Médico. Os diplomas e troféus foram entregues em uma solenidade realizada na noite de 17 de outurbo, na sede do Cremego.

O presidente do Conselho, Salomão Rodrigues Filho, abriu a solenidade ressaltando que a comenda foi criada em 2005 para homenagear os médicos que se destacam no exercício da medicina em Goiás, sendo um exemplo para a classe médica e para toda a sociedade. Indicados e eleitos pelos conselheiros, todos os homenageados têm uma atuação marcada por contribuições ao desenvolvimento e à valorização da medicina goiana na assistência à população, na organização da classe médica e nas áreas do ensino e pesquisa.

A solenidade contou com as presenças de parentes, colegas e amigos dos homenageados, conselheiros e diretores do Cremego, além de autoridades e de representantes da classe médica, como o vice-presidente da Academia Goiana de Medicina, João Damasceno Porto; o presidente da Unimed Goiânia, Sizenando da Silva Campos Júnior; o vice-presidente do Cremego e presidente da Federação dos Hospitais, Laboratórios, Clínicas de Imagem e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás (Fehoesg), Carlos Alberto Ximenes; o vereador e médico Dr. Gian e o médico Carlos Luz, que representou o governador Marconi Perillo.

O médico Antônio Carlos Ximenes recebeu o troféu das mãos dos conselheiros Carlos Alberto Ximenes e Maria Luíza Barbacena. Edgar Pereira dos Santos recebeu o troféu do diretor de Fiscalização, Ciro Ricardo Pires de Castro, e do conselheiro Bragmar Emílio Braga; José Vieira Filho teve o troféu entregue pela conselheira Cacilda Pedrosa e pelo conselheiro Robson Azevedo.

Os conselheiros Elias Hanna e Rodrigo Fonseca entregaram o troféu ao homenageado Josiah Bailey Wilding. Naim Name recebeu o troféu do secretário geral do Cremego, Fernando Pacéli Neves de Siqueira, e dos conselheiros Aldair Novato e Erso Guimarães; Olímpio Heitor de Paula, do tesoureiro Célio Heitor de Paula, do diretor Científico, Evandélio Morato e do conselheiro Leonardo Reis, também presidente do Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás.

O homenageado Penido de Oliveira recebeu o troféu do vice-presidente do Cremego Adriano Alfredo Brocos Auad, do corregedor de Processos, Lueiz Amorim Canêdo e do conselheiro Hélio Ponciano Trevenzol. Ruy Ignácio Carneiro teve o troféu entregue pelos conselheiros Haroldo Torres, Júlio Resplande de Araújo Filho e Rômulo Andrade.

O presidente do Cremego leu um resumo dos currículos de cada homenageado e observou que a trajetória de coragem, pioneirismo, o espírito desbravador e inovador desses profissionais servem de exemplo para toda a classe médica. “E mais: nos dão ânimo para continuarmos trabalhando e lutando em defesa da profissão médica e da saúde”, disse, ressaltando que, hoje, essa luta se faz ainda mais necessária, pois, lamentavelmente, a classe médica enfrenta muitas dificuldades.

O presidente da Unimed Goiânia saudou os homenageados, ressaltando que o exemplo desses pioneiros da medicina goiana ajuda a engrandecer a classe médica. Carlos Luz também cumprimentou os homenageados em nome do Governo Estadual e destacou a importância da classe médica.

O médico Ruy Ignácio Carneiro agradeceu ao Cremego em nome de todos os homenageados. Ele lembrou as dificuldades enfrentadas por todos no início da profissão, como a escassez de serviços de saúde e de recursos tecnológicos, e destacou que receber uma homenagem é uma honra, mas o que realmente o torna realizado é ter contribuído para o desenvolvimento da medicina. “Receber uma homenagem demonstra que fizemos a diferença”, disse.

 

Conselheiros recebem homenagem da Assembleia Legislativa

 

O diretor de Fiscalização do Cremego, Ciro Ricardo Pires de Castro, e a conselheira e ex-presidente do Conselho, Lívia Barros Garção, foram homenageados pela Assembleia Legislativa do Estado Goiás.  A homenagem foi prestada durante a sessão em comemoração ao Dia do Médico, proposta pelo deputado estadual Hélio de Sousa (DEM) e realizada no dia 17 de outubro.

Os conselheiros receberam a Medalha do Mérito Legislativo Pedro Ludovico Teixeira, a mais importante comenda oferecida pela Assembleia e destinada a pessoas que contribuem para o desenvolvimento econômico e social do Estado. O vice-presidente Adriano Alfredo Brocos Auad representou o Cremego na solenidade.

Ao todo, 21 médicos receberam a homenagem do Legislativo goiano. Hélio de Sousa, que também é médico, destacou o trabalho humanitário dos médicos e lembrou o legado ético e moral deixado por Hipócrates, que ainda hoje é parte do juramento feito pelos profissionais da área.

“Nós buscamos o significado da palavra Medicina. É a arte de curar”, resumiu o democrata, comparando o médico a um artista, que deve ter talento para cativar e influenciar, de sentir e de comover. “A medicina representa tudo isso”, afirmou o deputado.

 

Campanha destaca o luto e a luta pela saúde

 

A campanha deste ano do Dia do Médico, elaborada pelo Conselho Federal de Medicina, Cremego e demais Conselhos Regionais de Medicina tem como tema (Eu) Luto pela Saúde. A campanha conclama a sociedade a também participar da luta da classe médica em defesa de melhores condições de trabalho e de atendimento; valorização da medicina; autonomia profissional; mais qualidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS); mais recursos para a saúde e carreira de estado para os médicos.

As peças publicitárias da campanha destacam que a saúde tem um quadro difícil, mas com possibilidade de cura, ressaltam que os médicos e as entidades médicas estão trabalhando por essa melhoria e convidam a sociedade a também participar dessa luta. Confira as peças publicitárias no site do Cremego.

 

 

 

CARTÃO DE DESCONTO

 

Médicos não devem ter vínculos com empresas intermediadoras de serviços e de descontos

 

O Cremego informa à classe médica que é absolutamente incompatível com o exercício ético da profissão, o credenciamento, convênio, associação ou qualquer outro tipo de atuação com empresas que se intitulam como sendo “associações de defesa de direitos sociais”, “institutos intermediadores de serviços médico, laboratoriais, odontológicos…etc” ou “como empresas assistenciais”, tais como a MedPrev.

Tais empresas atuam ao arrepio da fiscalização da ANS e do Cremego, visto que não são registradas nesses órgãos. Elas propagam que não se caracterizam como plano de saúde e nem como cartão de desconto, algumas se constituem como associações sem fins lucrativos e procuram não divulgar preços.

Todavia, a prática de tais empresas nada mais é do que um verdadeiro sistema de desconto. Dizem oferecer “gratuidades”, que variam de 20% a 100%. Ou seja, para atrair a clientela, oferecem irregularmente descontos em consultas médicas e odontológicas, exames e medicamentos e, ao mesmo tempo, se “referenciam” com médicos que fazem esses atendimentos.

A negociação, geralmente, funciona assim: o paciente faz o pagamento da consulta às referidas empresas, que por sua vez, repassam um determinado percentual ao médico. Um verdadeiro sistema de desconto que contraria frontalmente o Código de Ética Médica e também a Resolução CFM 1649/2002.

Essas empresas não garantem e não se responsabilizam pelos serviços oferecidos, e o que é pior, ofendem a relação médico/paciente a medida que não divulgam lista de médicos nem permitem que o paciente escolha seu profissional. Comercializam a saúde.

O Cremego ressalta que qualquer vínculo direito ou indireto com as referidas empresa afronta a ética médica, e por conseguinte, sujeita os infratores à penas previstas em lei.

 

 

Porangatu: plantão A Delegacia Regional do Cremego em Porangatu terá plantão nos dias 8 e 9 de novembro, das 8 às 11 horas e das 13 às 17 horas. Desativada temporariamente, a Regional tem plantões de atendimento a cada 15 dias. Nos intervalos, quem necessita dos serviços da Delegacia pode entrar em contato com a sede do Cremego, em Goiânia, pelo telefone (62) 3250 4900.

 

 

 

Boletim Eletrônico – Ano 5 Nº 285 21/10/11
Edição: Rosane Rodrigues da Cunha
MTb 764 JP
Assessora de Comunicação – Cremego
www.www.cremego.org.br
imprensa@cremego.org.br

(62) 3250 4900

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.