Ano 5 Nº 245 25/02/11

 

APARECIDA DE GOIÂNIA

 

Após mobilização, médicos

têm reivindicações atendidas

 

 

A Secretaria Municipal de Saúde atendeu às reivindicações dos médicos do município, o que garantiu a volta dos profissionais do PSF ao trabalho e pôs fim ao indicativo de greve nas unidades de saúde

 


Com a atualização dos pagamentos em atraso, o anúncio de readmissão de cinco médicos exonerados e a criação de uma comissão para a elaboração do Plano de Carreira, Cargos e Vencimentos (PCCV) da categoria, os médicos de Aparecida de Goiânia encerraram o indicativo de greve nas unidades de saúde do município e, nesta sexta-feira (25), retornaram ao trabalho no Programa de Saúde da Família (PSF), que tinha sido suspenso no dia 16.

Desde o início de fevereiro, os médicos do município estavam mobilizados contra o atraso de dois meses no pagamento dos salários e as demissões de cinco profissionais, atribuídas por eles a retaliações por parte da Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia. Em uma reunião no Cremego, no dia 7 de fevereiro, eles aprovaram um indicativo de greve, reivindicando a quitação dos vencimentos de novembro e dezembro, a recontratação dos profissionais afastados e a aprovação de um PCCV exclusivo dos médicos. As reivindicações foram referendadas na Assembléia Geral realizada no Simego, no dia 9.

Em contato com a Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia, o Cremego e o Simego, representando os médicos, buscaram um acordo visando garantir condições dignas de remuneração e trabalho aos profissionais e o atendimento à população. Em uma reunião realizada no dia 23 na Secretaria, com o presidente do Cremego, Salomão Rodrigues Filho, e o presidente do Simego, Leonardo Reis, a superintendente da Rede Básica Hospitalar de Aparecida de Goiânia, Márcia Gasparini Canuto, anunciou o atendimento das reivindicações dos médicos.

Ela explicou que a quitação do pagamento de dezembro no dia 18 atualizou a folha. Embora tenha assegurado que as demissões de quatro médicos do PSF e um do Samu não tivessem qualquer relação com a mobilização dos profissionais contra os atrasos de salário, Márcia anunciou a recontratação desses servidores, atendendo a reivindicação da categoria.

Para o presidente do Cremego, a mobilização dos médicos de Aparecida de Goiânia teve um resultado positivo, com o atendimento imediato dos principais pleitos da categoria. “O movimento foi proveitoso e o momento agora é de parceria entre os médicos e os gestores da Secretaria Municipal de Saúde em prol da melhoria das condições de trabalho nas unidades de saúde e da assistência à população”, disse.

Para Salomão Rodrigues Filho, o diálogo entre os médicos e os gestores contribuiu para a solução do problema. O Cremego, que divulgou uma moção de apoio aos médicos de Aparecida de Goiânia, e o Simego vão continuar acompanhando o atendimento das reivindicações da categoria, como a elaboração do PCCV e a redução até maio de 2011 do prazo de pagamento dos salários dos atuais 40 dias para 10 dias após o último dia trabalhado no mês.


 

 

 

Contribuição sindical deve ser

paga até segunda-feira

 

O médico que trabalha em órgãos públicos deve informar ao empregador o pagamento da contribuição em favor do Simego

 

Os médicos goianos têm até o dia 28 de fevereiro, segunda-feira, para pagarem ao Sindicato dos Médicos do Estado de Goiás (Simego) a contribuição sindical deste ano. O pagamento anual, de acordo com a CLT, é devido por todos os profissionais, independentemente de serem ou não filiados ao sindicato da categoria.

Os médicos contratados por empresas ou órgãos públicos, como as Secretarias Estadual e Municipais de Saúde, devem encaminhar ao Departamento de Recursos Humanos desses órgãos a cópia de quitação da contribuição sindical e uma declaração de opção pelo recolhimento do tributo em favor do Simego.

Essa medida é necessária para evitar a duplicidade da cobrança, com o desconto da contribuição do salário do médico pelos órgãos empregadores em favor de outros sindicatos, como o Sindsaúde.

 

 

 

2ª Jornada Médica da Delegacia Regional

de Itumbiara será realizada em Goiatuba

 

 

A 2ª Jornada Médica da Delegacia Regional do Cremego de Itumbiara será realizada nos dias 25 e 26 de fevereiro no Auditório da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas de Goiatuba. O evento, que faz parte do projeto de educação continuada do Cremego, é aberto a médicos da Regional e vai abordar temas relacionados à ética médica e à atualização profissional.

Organizadas pelo Departamento Científico do Conselho com o apoio das Delegacias do Cremego, as jornadas médicas tiveram início em 2010, com a promoção de 11 encontros científicos nos municípios-sede das Regionais. Neste ano, o projeto foi retomado nos dias 18 e 19 de fevereiro com uma novidade: a realização das jornadas em outras cidades que integram a área de abrangência das Delegacias.

O calendário de 2011 foi aberto com a 2ª Jornada Médica da Delegacia Regional da cidade de Goiás, em Itaberaí. O encontro reuniu 16 médicos do município e de cidades vizinhas.

O objetivo desses encontros é proporcionar a atualização ética e científica aos profissionais que atuam no interior do Estado. A programação de cada jornada, de acordo com o diretor Científico do Cremego, Eduardo Alves Teixeira, é definida a partir de solicitações dos médicos da região e as inscrições são gratuitas.

 

Confira a programação da 2ª Jornada Médica da Delegacia Regional do Cremego de Itumbiara

 

Dia 25 – 20 horas

Abertura oficial seguida de palestra do presidente do Cremego, Salomão Rodrigues Filho, sobre “Prevenção da Infração Ética e Legal

 

Dia 26 – 8h15 às 12h30

Palestra – “Relação entre Médicos e demais profissionais” – Dr. Ciro Ricardo Pires de Castro

Palestra – “Prontuário médico” – Dr. Lueiz Amorim Cânedo

Palestra – “Hipertensão arterial” – Dr. Nelson Siqueira de Morais

Palestra – “Atualização no tratamento da dor” – Dr. Onofre Alves Neto

Palestra -“Emergências neurológicas e neurocirúrgicas” – Dr. Rodrigo Carvalho da Silva Campos

 

Local:    Auditório da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas de Goiatuba (Fafich) – GO 320, Km 01, Setor Jardim Santa Paula, Campus Universitário

Inscrições (gratuitas) e Informações: Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás – (62) 3250-4920 (Thiago) e 3250-4916 (Marcelo)

 

 

Participe da enquete sobre

o atendimento no Cremego

 

Mais de cem pessoas já participaram da enquete que avalia o atendimento presencial ou telefônico prestado pelo Cremego. Quase metade dos internautas votantes considera esse atendimento excelente.

Participe você também. Para votar é só acessar o site do Conselho (www.www.cremego.org.br) e responder “Qual a sua avaliação sobre o atendimento prestado pelo Cremego (presencial ou por telefone)?

O resultado da pesquisa vai subsidiar ações do Programa de Gestão da Qualidade do Cremego, que visa melhorar os serviços prestados pela entidade. Acesse o site e vote.

 

 

CFM vai solicitar inclusão de departamento médico nos estádios brasileiros

 

O Conselho Federal de Medicina (CFM) solicitará nos próximos dias que a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) incluam nos projetos dos estádios brasileiros um departamento médico para atendimentos de urgência. Para o CFM, os estádios que serão construídos para a Copa de 2014 e para as Olimpíadas de 2016 devem ter uma infra-estrutura capaz de atender a pacientes em urgência e que esteja adequado às regras da entidade.

Segundo o coordenador da Câmara Técnica de Medicina do Esporte e vice-presidente do CFM, Emmanuel Fortes, as ambulâncias hoje oferecidas nos jogos são capazes de salvar vidas, mas são subutilizadas quando necessitam transportar quadros leves. “É preciso uma condição mínima para atendimento dos atletas e dos torcedores. A ambulância ajuda a encaminhar os pacientes graves, mas é necessária uma triagem deste primeiro atendimento para definir quem deve ser transportado”.

 

 

 

Boletim Eletrônico – Ano 5 Nº 245 25/02/11

Edição: Rosane Rodrigues da CunhaMTb 764 JP

Assessora de Comunicação – Cremego

www.www.cremego.org.br

imprensa@cremego.org.br

(62) 3250 4900

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.