Rede dos Conselhos de Medicina
Cremego informa sobre funcionamento do Ciams Urias Magalhães

O Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego) informa que, cumprindo a determinação do juiz federal substituto Rafael Ângelo Slomp, da 11ª Vara, suspendeu a interdição ética do Ciams Urias Magalhães, que entraria em vigor nesta segunda-feira, 20.

A unidade da rede pública municipal de saúde da capital foi vistoriada pelo Cremego em 13 de junho deste ano e a interdição ética foi aprovada pelos conselheiros diante da falta de condições de trabalho no local, o que prejudica a atuação do médico e compromete a qualidade da assistência prestada à população.

Com a interdição ética, os médicos ficariam impedidos de trabalhar no Ciams até que as deficiências fossem sanadas pela Secretaria Municipal de Saúde. A decisão judicial suspendeu a interdição e deu prazo de 30 dias ao município para que os problemas encontrados pela fiscalização do Cremego sejam sanados e que o Conselho seja informado sobre o cumprimento destas medidas ou do cronograma para sua execução.

Ainda de acordo com o juiz, se não resolvidos os problemas ou não apresentado o cronograma, o Cremego terá 15 dias para realizar uma nova fiscalização no Ciams Urias Magalhães e indicar, se necessária, a interdição ética total ou parcial da unidade.

 

 

(Rosane Rodrigues da Cunha/Assessora de Comunicação Cremego 20/08/18)

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner