Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Presidente do Cremego fala sobre pesquisa que aponta deficiências no atendimento a vítimas de AVC

Em entrevistas ao jornal O Popular e à PUC TV na manhã desta terça-feira, presidente do Cremego, Leonardo Mariano Reis, falou sobre a pesquisa divulgada ontem pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) sobre a precariedade do atendimento a pacientes vítimas de acidente vascular cerebral (AVC) em hospitais públicos de todo o Brasil.

De acordo com a pesquisa, que entrevistou neurologistas e neurocirurgiões que atendem na rede pública, 76% dos hospitais públicos brasileiros apresentam infraestrutura pouco adequada ou inadequada ao tratamento de AVC, que é uma das principais causas de mortalidade por doenças crônicas não transmissíveis no País.

Para Leonardo Mariano Reis, o resultado da pesquisa é mais um reflexo da precariedade da saúde pública no Brasil, que poderia ser sanada com mais investimentos no setor e melhor remuneração da rede conveniada.

“Muitas vidas poderiam ser salvas se tivéssemos a medicação e equipamentos adequados para o atendimento aos pacientes e as condições necessárias para a realização de cirurgias, quando indicadas”, disse, ressaltando que o poder público precisa investir na saúde, pois não se faz medicina de qualidade sem investimentos.

Quando se trata de AVC, cada minuto é fundamental para a sobrevivência do paciente. Em recente palestra ministrada em Goiânia, o presidente da Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares e coordenador da Rede Nacional de Pesquisa em AVC, médico Octávio Pontes Neto, disse que "no tratamento do AVC, tempo é cérebro, pois cada segundo perdido representa a morte de mais neurônios". 

O AVC pode atingir homens e mulheres de qualquer idade, inclusive crianças, e aproximadamente 50% dos pacientes que sobrevivem ficam dependentes de outras pessoas no dia a dia. Octávio Pontes Neto observou que o diagnóstico precoce – feito em menos de 1 hora após o aparecimento dos sintomas – e o tratamento adequado do AVC isquêmico são fundamentais para prevenir as mortes e complicações.

 

(Rosane Rodrigues da Cunha/Assessora de Comunicação - Cremego 01/08/17)

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

© PORTAL MÉDICO 2016 - o site do Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás -Todos os direitos reservados
Rua T - 28 N° 245 - Qd. 24 - Lote 19 E 20 - Setor Bueno - Goiânia - GO | Cep: 74210-040 | Fone: (62) 3250-4900 | Fax: (62) 3250-4949 | E-mail - cremego@cremego.org.br
Entrada de Eventos - Rua T-27 Nº 148 - Qd 24 - Lote 12 E 13 - Setor Bueno - Goiânia - GO | Cep: 74210-030 | Horário de funcionamento: Segunda a Sexta - 08h00 às 18h00